19 fevereiro 2012

As certezas de Marilyn

Tumblr_lz91blyjk61rokc6ko1_1280_large

"Será que queres? 
Ser-me o perfeito banquete cheio de adrenalina
Em que tantas vezes me é premente a fuga da rotina?
Será que queres? 
Ser o meu lascivo hiato de tempo
A chama num eleito momento
Amor para todo o sempre?
Será que queres? 
Ser a minha diversão solta e libertina,
E minha ânsia de desejo cristalina? 
Será que queres? 
Ser o meu irracional desejo sem freio
Que vai de encontro ao meu anseio?
Será que queres 
Ser-me eterno? 
Pensa bem. 
Porque se queres,
Vamos ser os dois
Amor por inteiro.
Mas,
Se partires: 
Para longe,
Ou quiseres ser apenas uma metade,
Sabe que o problema é:
Que me vou.
Vou sem olhar para trás
E quando me for 
Vais continuar a sentir-me na pele
Vais desejar esquecer-me, e não vais conseguir.
Vais amar-me em pensamento 
De dia e de noite. 
As memórias de mim vão envolver-te. 
E sabes como? 
Em puro êxtase. 
E sabes porquê? 
Porque fui eu que as provoquei: 
Pelo meu toque e sorriso, 
Pelo meu jeito sem siso.
E vou permanecer-te no sonho,
Em palpitações, 
No tempo e contratempo. 
Vais ouvir-me no silêncio.
E mais,
Vais sentir a mais perturbadora das dicotomias:
Sentir a vida vazia sem mim, e ao mesmo tempo cheia de nós.
E sabe que há ainda outro problema:
É que vou ficar-te. 
Para sempre vou ficar-te.
E sabes como? 
Entranhada na alma.
No coração. 
No pensamento.
E na mente, 
Vou ficar-te continuamente.
E sabes porquê? 
Porque sabes que comigo conheceste a felicidade,
E sem mim,
Essa ficará sempre pela metade."


"As Certezas de Marilyn" de Vera Teixeira Da Costa(todos os Direitos reservados)

p.s. Tirei daqui


Nenhum comentário:

Postar um comentário