18 março 2012

Audácia

 

Leio estas palavras e seus significados ecoam por cada partícula do meu ser. Sinto o coração bater com a agilidade de um puma e a alma flutuar como uma pena solta no ar. Sinto a audácia de não ter medo de perder a cabeça por ter vivido cada segundo com vontade, cada minuto atraindo mais aventura e cada hora concretizando a felicidade. Essa linda e apaixonante bagunça é totalmente minha, e a quero sempre ao meu alcance. Posso derrubar-te como posso também levantar-te em cada encontro. Não basei-se apenas nas linguagens corporais pois tudo é felicidade aqui. Se há dor nas palavras escritas? Sim, muitas e transformam-se em facas e navalhas... esquivar-se pode ser uma solução. Mas lembro-te que as contradições sempre funcionam e as ficções trazem gosto para a realidade. Cá estamos nós, flutuando na liberdade e através destas palavras inestimáveis posso desfigurar corações e quem sabe, encontrar algo ainda puro.


Um comentário:

  1. A foto que está a usar neste post é minha, e tem copyright. Se não a quer retirar daqui, por favor dê o devido crédito à foto.

    Link da foto - http://enekiedis.deviantart.com/art/Sybil-291020022?q=gallery%3Aenekiedis%2F14356781&qo=22

    ResponderExcluir