03 abril 2010

LONELY DAY


Hoje eu sai pra viver
Viver o que queria sentir.
Sentimento de ficar sozinha,
De fazer o que gosto...
De ficar sozinha com eles- meus pensamentos,
De fotografar coisas que não tem sentido pra todos.
Ao sentar a beira do rio
fiquei a imaginar a vida lá fora...
chocolate do ladinho e um som de fundo
me fez sentir melhor ainda...
Sobre a luz do pôr do sol
fiquei a olhar o rio passar.
Assim como tantas coisas e pessoas passam em nossas vidas..
Como elas vão e vem tão depressa...
Mas e se naquele momento aparecesse a "Pessoa Certa."?
Onde ela estava naquele momento?
Poderias ser simplesmente alguém que conheço ou
então ser um desconhecido.
O medo nessa hora não apareceu
como se estivesse em um pedestal- intocável.
Podia fazer isso mais vezes???
Claro que posso... não preciso que ninguém vá comigo.
-Independência-
O choro até quis aparecer, por algum motivo.
A vontade de me jogar dentro d’agua também apareceu.
A idéia de aparecer alguém pra me fazer mal não importava
Isso não seria tão ruim...
Está ali sozinha era minha grandeza, meu surto.
-Preciso surtar mais vezes-
Fotografar algo...seria a desculpa.
Mas realmente fotografei, nada demais, mas pra comprovar q estive ali.
Poderia  ter até ficado mais tempo, ninguém ia sentir minha falta mesmo..
Mas o medo ia aparecer com a noite..quer dizer “incerteza”.
Ao sair o sentimento de liberdade me acompanhava
O acelerador me seguia sempre
Desejo de viver ou até mesmo de sumir.





Fotos deste meu Lonely day. (by: Thaline Oliveira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário