23 fevereiro 2011

O que será de nós?


Hoje eu acordei mais cedo e fiquei te olhando dormir. Imaginei o medo querendo se aproximar.Tenho cuidado de você, te dou sempre o mais caloroso abraço. Tenho visto você errar, crescer, amar e sempre correr de um projeto à outro… Ao acordar já não sei como será nossas vidas. Estamos tão longe de casa. Estamos tão próximos, e fico a imaginar por quanto tempo durará. Fico com o coração apertado ao pensar o que o futuro nos reserva. Amanhã verei seu sorriso, este que ainda omite muitos sentimentos, muitas vontades, muitos sonhos...Mais que me passa confiança e amor. Sinto sua respiração ao me aconchegar em seu peito, me sinto pequena, com vontade de crescer ou até mesmo de sumir para uma ilha do pacífico. Desculpe-me, por ser medrosa em relação ao amor que sinto por você. Desculpe-me,  por não me doar inteiramente a você. Amanhã será um novo dia, novos horizontes estaremos a desbravar e devo te confessar que sua companhia é apaixonante. Mais creio que sua alegria pode ser aperfeiçoada, precisa ser completada com uma alegria infinita e inabalável. Porque não deixa te conduzir? Isso me entristece tanto. Tentarei acalmar meu coração agora, e deixar o Espírito me guiar pois não consigo sozinha.


Dreams - KHORUS

Nenhum comentário:

Postar um comentário