16 janeiro 2011

"23º andar"

4998708421_f14aff4f84_z_large
Acordar distante de casa
…no meio da tarde quente.
Com janelas sem horizontes
E passos repletos de ansiedade!
A tarde arde
E vai embora levando o meu silêncio…

Silêncio esse 
que podia até tocar.
Acordar nesta cidade estranha
me confunde
atrai  humor sarcástico.
Fora da janela
não existe mais aquela escada
apenas o chão se retorcendo
esperando movimentos ousados
a queda do 23º andar.
Descobri então que os sonhos
não vivem nesta cidade estranha
e a realidade arrasta tudo aos seus pés
e propõe:
desistir ou lutar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário