24 junho 2011

Sangue angelical


E a vida entra em coma Agora já é tarde Atitudes não adiantam mais. Tão forte era E agora tão frágil se vai.Estou sentindo sua última respiração Imagem gélida caída em meus braços Um anjo foi tirado do mundo esta noite,Doce sangue angelical. Agora transpiro Calafrios me encobrem Faz muito frio aqui dentro, Dentro da minha alma que não tem mais a tua. Com lágrimas congeladas no tempo O medo me paralisa E esse será o suicídio Dos meus dias A morte de todas as Minhas alegrias O silêncio da navalha Em meu peito.



p.s. Poesia gótica, tema sugerido por @lvgute.


Nenhum comentário:

Postar um comentário