19 novembro 2011

Tu podes



Em meio a amores e desamores
Podes herdar o rico sinismo
A dormente ingratidão
Até mesmo a escasses do tal respeito.

Ao jardim em meio a tantas flores
Podes rever suas lágrimas
Procurar a essência do seu bem estar interior
Até mesmo a tal sinceridade em outros seres.

Não cultive as mágoas
Podes praticar o perdão
Reviver no brilho do amanhecer
Até mesmo acordar nos braços de outro ser.



Nenhum comentário:

Postar um comentário