30 agosto 2011

Ousadia


Poderia escolher-te como meu amor platônico, mas isso não será possível. Surpresa fiquei pois recebi um convite seu. Tímida sorri com toda minha sensibilidade. Você apenas olhava minhas bochechas rosadas. Ao sentir suas mãos nas minhas, pude sentir o quanto aquele momento era especial para você. Mas tímida e sem palavras ainda estava. Não digo que esperei você por muito tempo, mas naquele instante minha solidão desapareceu. Meus devaneios poderiam durar minutos ou horas. Mas não conseguia falar-te, o olhar tomou conta da minha voz. Armas no chão após ouvir-te recitar: Não é porque certas coisas são difíceis que nós não ousamos; é justamente porque não ousamos que tais coisas são tão difíceis. Então venha comigo e te farei feliz.



5 comentários:

  1. Se realmente te fará feliz, ficarei feliz também por você linda.

    ResponderExcluir
  2. Querida, se te interessa pelos livros me manda um email, podes adquiri-los direto comigo.

    apbeheregaray@yahoo.com.br

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Bonito texto. A felicidade reside nestes momentos em que a voz prefere ficar presa e o coração perde o compasso. Um abraço!

    ResponderExcluir
  4. nossa... relendo o texto, vejo que e bem mais profundo do que aparenta ser...

    ResponderExcluir