17 agosto 2010

Fascínio

Não pensei em te amar de repente
Embora esse amor seja reflexo
das poucas horas e
dos momentos que te desenhei
nos meus pensamentos.

Teu sorriso resplandeceu
com aroma de felicidade
durante a noite fria e sombria
e nas ruas em velocidade.

Pela graça de teus gestos
Trago a doçura 
que me transportou
no olhar.

E com ternura posso te dizer que
o grande afeto que te deixo
Não traz melancolias e nem lágrimas.
E sim a magia de um grande 
Fascínio e
palavras sinceras da alma.

Que sossega, que transborda
e ocasiona uma explosão de carícias 
que não se findam na aurora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário