03 setembro 2010

Metamorfose


Há momentos na vida em que a busca pela felicidade é MAIS alucinante do que em outros. Este foi o pensamento dela assim que acordou para a vida. Antes da hora marcada foi ao cyber coffee, ritual praticado todos os meses no dia vinte e três. O banho relaxante, a escolha da roupa perfeita, e o aroma suave de seu perfume faziam parte da tradição. Olhou-se no espelho, estava impecável.
Fosse como fosse, por tudo isso ou por nada disso ela estava sozinha, a espera de uma paixão avassaladora, intrigante e fascinante. A noite porém esfriava, ela no entanto não tinha mapas, estava sem direção, acreditava que o amor estaria onde menos esperasse. Seus dois extremos confrontavam- se de forma natural entre gritos e sussurros e ela não se deixava dominar pelo medo.
Foi então que a metamorfose aconteceu, acordou ainda no dia vinte e três e ao olhar no lado direito da cama viu seu príncipe que lhe admirava com ternura e com objetivos primordiais de prazer, olhares que transmitiram a realidade de se enrroscarem no colo um do outro como um gatinho carente e ali descansar, ficarem protegidos.
Era aniversário de namoro e nada conseguia entender de sua língua ainda, mas chegou a conclusão que tudo o que precisava saber era...
"je t'aime"


2 comentários:

  1. Ei lindah, bonito texto, bela história... de onde surgiu?
    Bjo
    Michael Leite

    ResponderExcluir
  2. encontrei essa imagem e me apaixonei..dai decidi escrever sobre ela. Me inspirei apenas na imagem e também no dia 23 que sempre cerca alguns momentos meus. ;)

    ResponderExcluir