26 março 2011

Conto de fadas



Ei, você em algum lugar.

Por favor, me encontre.

Eu já não aguento mais tantas noites sem carinho,
nas quais durmo sozinha,
quanta solidão.
Por favor, se estiver me ouvindo
Pára de se esconder e se apresenta
Eu vou terminar desistindo, desacreditando
Achando que nada mais compensa.
Toda noite é sempre a mesma coisa
Deuses gregos, vampiros
Homens sem direção
E eu aqui, entre tantos erros
Esperando que você me ache e me estenda a mão
Ei, você
Me tira daqui
Eu não quero mais carne
Não quero príncipe, cavalo branco
Eu só preciso que você pare
E encontre em mim, algo a que consiga devotar algum amor
Acho que comecei a acreditar que sou tão pouco
Mesquinha, egoísta
Na vida amorosa, nunca dá certo pra mim
Por isso, por favor
Se estiver me ouvindo
Corre aqui e me mostra que me enganei
Diz que se atrapalhou, que pegou a estrada errada
Eu te perdoo
Eu acho que posso aceitar, qualquer desculpa esfarrapada
Mas não me faz feliz pela metade
Me assume, me faz feliz pra sempre
Porque eu já não aguento mais
Viver nesse mundo cor de rosa com bordas brancas
Nesse conto de fadas falido.


p.s. Retirado do blogger> http://algumaspartes.blogspot.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário